São Paulo Fashion Week estreia nova fase.

0

por redação Estadão Conteúdo em 11/10/2018.

No evento, além da moda, ganha destaque uma programação relacionada à economia criativa e empreendedorismo.

A São Paulo Fashion Week entra em um novo ciclo a partir da próxima temporada, que ocorre entre 21 e 26 de outubro. Em sua 46ª edição, a primeira desde que passou a integrar o portfólio do grupo IMM Esporte e Entretenimento, estreia novos formatos e endereço, o espaço Arca, na Vila Leopoldina. “Num mundo caótico, que pede mudanças, a moda traz isso como discurso, como imagem e como exemplo. O novo SPFW é um espaço aberto”, diz o diretor criativo Paulo Borges.

No escopo do evento, além da moda, ganha destaque uma programação relacionada à economia criativa e empreendedorismo, especialmente por meio do projeto Estufa, que inclui desfiles de uma nova geração de estilistas, uma agenda de master classes e workshops (realizados no Arca e no Farol Santander) e uma exposição com curadoria da cenógrafa e cineasta Daniela Thomas e da artista Mari Nagem. “É um lugar onde você vê processos de criação dissolvendo fronteiras, como a informática trabalhando com a poesia ou a vestimenta usada como forma de discutir o corpo”, explica Daniela.

No que tange à moda, além de nomes, como Amir Slama, Gloria Coelho, Osklen, Reinaldo Lourenço e Ronaldo Fraga, entram na escalação oficial da SPFW nº 46 as jovens marcas Cacete Company e Piet, com vocação street e casual, e a Torinno, com seu masculino de luxo, além da veterana Bobstore, com uma moda feminina urbana e levemente boêmia.

Num calendário que ainda mistura as estações (efeito do modelo see-now/buy-now), a maior parte das marcas deve apresentar coleções para o inverno 2019. “Deixamos livre, cada um tem uma estratégia”, conta Paulo. “Os desfiles se tornaram instrumentos poderosos na formação do discurso e da imagem de uma marca. Com as redes sociais, ele vai muito além daqueles 10, 15 minutos”, finaliza.

Coleções, programação e credenciamento clique aqui.

Fonte: www.exame.abril.com.br

O SPFW N46, reuniu na última quarta-feira (10/10), no loft 25 do Farol Santander, um grupo de criativos, parceiros e influenciadores para anunciar conceito e conteúdos de sua próxima edição. Apresentado pelo Banco Santander e Jeep. O evento se prepara para ocupar dois importantes territórios criativos na cidade de São Paulo: o Farol Santander, no centro, e o espaço ARCA, na zona oeste, inaugurando um novo ciclo na história de 23 anos do calendário que consolidou e projetou a moda brasileira para o mundo.

O Farol é o ponto de partida dessa edição que trabalha com o conceito de Transposição e chega até o outro lado da cidade num antigo galpão industrial na Vila Leopoldina. “É a vontade de expandir fronteiras e ir além, ressignificar espaços a partir da criatividade alinhado à vocação de São Paulo para as novas economias, integrando e conectando a cidade com os grandes centros de inovação do mundo,” diz Paulo Borges, idealizador e diretor criativo do SPFW.

“Estamos num prédio ícone da década de 40, que carrega o legado de empreendedorismo da época e se mantém um marco da cidade,” comentou Marcos Madureira, vice-presidenteexecutivo de comunicação, marketing, relações institucionais e sustentabilidade do Banco Santander. “O que nos levou a firmar esta parceria com o SPFW foi justamente a crença que temos em comum no empreendedorismo e na criatividade, tão presentes na moda e fundamentais para o momento de transformação que estamos vivendo. Precisamos de pessoas que pensem diferente porque dessa diferença e do conflito vem a criatividade. A gente acredita no empreendedorismo criativo”, completa. Assista aqui como foi o encontro:

SPFWN46 – ENCONTRO FAROL SANTANDER from Protótipo Filme on Vimeo.

Fonte: www.revistahype.com.br

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here