Os 12 negócios mais promissores para 2018, segundo o Sebrae

0

por Mariana Fonseca 12/03/2018

O Sebrae elaborou uma lista com as áreas mais prósperas para empreender neste ano. Confira onde investir:

Empreendedora: negócios de saúde, alimentos e beleza pessoal estão entre as atividades mais prósperas (monkeybusinessimages/Thinkstock)

São Paulo – Quer abrir sua própria empresa neste ano? Então, invista em negócios como estética, marmitas e cuidados para idosos.

Essa é a recomendação do Sebrae, serviço brasileiro de apoio para as micro e pequenas empresas. A instituição elaborou um estudo sobre quais as ideias de negócio mais promissoras de 2018, com base no perfil de novas empresas, nas taxas de expansão dos segmentos, no comportamento da economia nacional e no mercado externo.

O principal destaque da pesquisa é que os empreendimentos que promovem saúde, inovam na oferta de alimentos e oferecem serviços ligados à beleza pessoal estão entre as atividades mais prósperas.

“Os recentes resultados de geração de emprego comprovam que economia dá sinais de recuperação. Com isso, aumenta também o poder de compra dos brasileiros, que voltam a consumir alimentação fora de casa, retomam o ritmo de cuidados pessoais e conseguem investir na saúde”, analisou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, em comunicado sobre o estudo.

Confira quais são os 12 negócios mais promissores para abrir em 2018:

1 — Alimentos e bebidas

(sveta_zarzamora/Thinkstock)

O setor de alimentação segue forte para 2018. Dentro de um segmento tão amplo, o Sebrae destaca como negócios promissores bares, casas de chá e sucos, comércio de alimentos e bebidas, fabricação de produtos de padaria e confeitaria, fornecimento de alimentos preparados (como marmitas) e lanchonetes.

2 — Beleza e cosméticos: serviços pessoais

(Tatomm/Thinkstock)

Outro setor tradicional no país é o beleza e cosméticos. O Sebrae destaca que, para 2018, os empreendedores podem ir além do comércio de produtos, que também é promissor. Outros bons negócios são os de cabeleireiro, manicure, pedicure e procedimentos estéticos.

3 — Calçados e vestuário

(kurmyshov/Thinkstock)

Outro segmento tradicional e que segue forte, na visão do Sebrae, é o de calçados e vestuário. Alguns bons empreendimentos no ramo são comércio de roupas e sapatos e a confecção sob medida dos mesmos produtos.

4 — Comunicação e computação

(AntonioGuillem/Thinkstock)

Entregar informações por meios digitais é uma aposta da instituição para este ano. Além dos conhecidos portais de conteúdo e dos serviços de comunicação e multimídia, outras apostas são o desenvolvimento de softwares e de serviços de internet relacionados ao setor.

5 — Construção

(Paulo Fridman/Bloomberg/Bloomberg)

O setor de construção se beneficia tanto de épocas boas da economia, com o lançamento de novos imóveis, quanto de épocas ruins, com a aposta em consertos. O Sebrae destaca como bons negócios na área o comércio de material de construção, instalação e manutenção elétrica, pequenas reformas e serralheria.

6 — Educação

(DjelicS/Thinkstock)

A área de educação é mais um ramo tradicional que se expande a cada ano. Alguns negócios promissores são os de educação infantil, de ensino de esportes, de transporte escolar e de treinamentos gerenciais e profissionais.

Fonte: www.exame.abril.com.br

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here